Meus visitantes

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Eu não errei, eu amei...



Quando chega o fim da tarde
Olho ao meu redor
Tu não estás, só a saudade
E o que é pior
Nem a esperança de te ver
Mas preciso sobreviver
Adeus é pra sempre, eu sei.

Não quero tuas mágoas
Enxugo tuas lágrimas se precisar
Encosta teu ombro em mim
Deixe-me pelo menos desabafar
De amor não falarei
Nem tentarei te seduzir
Deixa-me falar do carinho
Que ainda tenho por ti

Mais que isso...
Deixa-me ao menos pedir uma chance
Dê-me um sorriso de esperança
No jazigo de tua alma não me lances.

Pensas muitas coisas a meu respeito
E me levas à cadeira dos réus
Desculpe-me, mas eu não errei
Apenas muito te amei... 
Postar um comentário