Meus visitantes

domingo, 12 de março de 2017

Solidão e o brilho das estrelas

Acabou a fome
Justo agora que tenho o que comer
Não tenho com quem dividir
Olho ao meu redor
Há muitos móveis na sala
Mas estão frios
Não mais que meu coração

Quem virá para cear comigo?
Quem jogará cartas comigo esta noite?
Não há ninguém batendo à minha porta
Meu telefone parece mudo
Há um silêncio que me perturba

Quem me convidará para sua festa de aniversário?
Quem me convidará para um baile?
Eu posso pagar a entrada
e se quiser beber, eu pagarei todas as rodadas
Mas não há ninguém batendo à minha porta
Não há convites na caixa de correios

Se eu conseguir ver o brilho das estrelas
Esta noite dormirei melhor
E talvez alguém me convide pra dançar
Ou quem sabe me peça socorro
Estarei aqui, é só chamar...



Imagem: Google
Postar um comentário